Detalhes do Projeto

No modelo de Computação na Nuvem (Cloud Computing), os recursos computacionais ficam distribuídos física e virtualmente por diversas localidades, tornando-se transparente aos usuários onde seus dados são armazenados e suas aplicações processadas. O crescente uso desse modelo vem modificando o cenário atual dos negócios e desafiando os especialistas e arquitetos de TI na construção dessa nova realidade, na busca de redução de custos, melhorias no desempenho e aumento da segurança e escalabilidade dos sistemas de informação.

O gerenciamento tradicional da infraestrutura de TI sempre apresentou um controle centralizado e físico das instalações computacionais corporativas. Com o advento da Cloud, a área de TI está sendo redesenhada, para poder atender à demanda dos negócios. A gerência desse novo ambiente está enfrentando o desafio de não somente manter ativos os recursos operacionais, mas em redefinir um modelo para sua monitoração em ambiente híbrido, com parte da TI tradicional e parte virtualizada e em nuvem, seja pública ou privada.

Gerenciar TI com Cloud Computing pressupõe uma mudança de paradigma na qual os itens de configuração crescem ou diminuem de forma acelerada e diversificada. Ao se utilizarem nuvens públicas, soma-se a isso a característica do desconhecimento da localização física dos recursos, acompanhada por um modelo virtualizado e distribuído, que exige um gerenciamento autonômico e descentralizado mas focado nas aplicações de missão crítica e com impacto direto no “core business” e nos serviços dos clientes.

Detalhes Técnicos

Para quem?

O conceito de Cloud está há algum tempo em destaque no mercado e já é uma realidade para muitas empresas, principalmente de pequeno e médio porte, as quais já migraram toda ou parte de sua infraestrutura de TI para a nuvem, contratando como serviço a solução tecnológica de suporte aos seus negócios. Nas grandes corporações os CIOs também vêm buscando fortemente virtualizar suas infraestruturas, investindo, na maioria das vezes, em nuvens privadas dentro de seus próprios ambientes de TI (Private Cloud).

Como a Cloud oferece alta escalabilidade, tornou-se uma solução viável para atender de forma inteligente à demanda por automação requerida pelos negócios, associada a uma utilização efetiva e otimizada dos recursos computacionais. O tema da escalabilidade já foi tratado anteriormente no paradigma computacional de Grid Computing, o qual já se preocupava com o uso inteligente da infraestrutura de TI, especialmente com relação à capacidade de expansão (excesso) e redução (escassez) dos recursos tecnológicos, de acordo com o demanda dos sistemas em operação.

Com o cenário de Cloud Computing, a escabilidade proporciona um novo conceito, de crescimento elástico virtual e não físico do Data Center. Para os clientes torna-se conveniente essa nova forma de comercializar aplicações e dados, cujos volumes crescem e diminuem de acordo com a situação. A escalabilidade evidencia uma série de ganhos na infraestrutura de TI, principalmente no que tange ao custo e à forma dinâmica de se expandir e retrair o uso de recursos computacionais associados às necessidades do cliente e com o máximo de precisão e transparência possíveis.

Especificações Técnicas

Gerenciamento de Cloud Pública (Public Cloud)

Amazon AWS
Locaweb Cloud
RackSpace
IBM
Google
DataStore
DigitalOcean

Criação e Gerenciamento de Cloud Privada (Private Cloud)

Hyper-V
Vmware Vsphere